O que é mapeamento de competências e como pode ser realizado?

O mapeamento de competências é extremamente importante para o RH das empresas, pois essa ferramenta evidencia os pontos fortes e as principais falhas de capacitação dentro do quadro de colaboradores.

Com o uso da ferramenta, é possível aproveitar melhor a diversidade e também traçar estratégias que possam suprir possíveis deficiências.

Neste post, você confere o que é mapeamento de competências e como ele pode ser utilizado a favor do desenvolvimento da organização. Acompanhe!

O que é mapeamento de competências e qual a sua importância?

O mapeamento de competências começa antes mesmo do início do processo seletivo, com a descrição das qualificações técnicas e comportamentais esperadas para ocupar cada cargo. A competência é um conjunto de habilidades, conhecimentos e comportamentos que tornam possível o bom desempenho do colaborador em suas funções.

Ao estabelecer as competências de forma antecipada, a organização assegura que, futuramente, ela terá à sua disposição os profissionais mais qualificados e alinhados com os seus objetivos organizacionais.

Alguns benefícios do mapeamento de competência são:

  • redução do turnover;
  • diminuição das despesas com novas contratações;
  • melhora do clima organizacional;
  • aumento da performance;
  • otimização dos trabalhos, incluindo o do RH.

Nesse cenário, o mapeamento de competências é uma ferramenta utilizada para tornar a gestão de pessoas mais estratégica. Isso acontece porque, com o uso da ferramenta, é possível contratar colaboradores com as habilidades que venham a completar o quadro de competências dos funcionários que já fazem parte da empresa, aumentando a competitividade da companhia no mercado.

Ademais, o mapeamento de competências também favorece a recolocação daqueles profissionais que já fazem parte da empresa, inserindo-os em atividades mais alinhadas ao seu perfil de trabalho.

Como fazer o mapeamento por competências?

Separamos para você um passo a passo para fazer o mapeamento de competências na empresa. Acompanhe!

Utilize o modelo CHA

A tríade do CHA analisa as competências de Conhecimento, Habilidades e Atitudes. Com um processo de recrutamento e seleção previamente organizado, é possível diminuir as incertezas em relação aos requisitos buscados nos perfis selecionados, aumentando a eficiência das contratações.

Veja, a seguir, o que significa a gestão por competência baseada no CHA.

Conhecimento

Refere-se à formação técnica, ou seja, quais cursos complementares o profissional realizou, experiência profissional anterior, idiomas que domina e outras competências.

Habilidades

Refere-se à forma como o candidato revela como consegue se colocar à disposição da empresa com tudo o que sabe. Isso é feito por meio de resultados obtidos anteriormente e por meio de avaliações.

Atitudes

Já pensou em contratar um profissional bem qualificado, mas ele não consegue trabalhar em equipe, dominar emoções e se relacionar bem com as pessoas? Assim, as atitudes dizem respeito a como o profissional coloca em prática seus conhecimentos e habilidades.

A avaliação do CHA é importante porque não adianta ser especialista em determinado assunto se o profissional não tiver o domínio das relações interpessoais positivas (ter a Atitude), ou não tiver a competência para transmitir esse conhecimento ou aplicá-lo (ter a Habilidade). Dessa forma, junto à equipe, de nada adiantará ele saber de tudo isso (ter o Conhecimento), se não colocar em prática.

Observe os colaboradores

A técnica de avaliação do CHA também pode ser utilizada para analisar os profissionais que já atuam na empresa, servindo como ferramenta de referência para identificar pontos de melhoria nos perfis ou lacunas de ocupações a serem preenchidas.

Por exemplo, se o cargo analisado for o de gerente de vendas, é preciso verificar como os profissionais que já atuaram na função executaram as suas tarefas. Faça a seguinte pergunta: quais eram os pontos fortes do profissional e em que precisam melhorar?

Ao avaliar comportamentos e situações já vivenciadas anteriormente, é possível traçar respostas efetivas a essas questões de ordem prática. Para fazer a gestão de competências da sua empresa, analise esse fator e elabore uma lista do que você precisa e de quais perfis precisam ser reavaliados.

Relacione características

Com o CHA e a observação dos perfis profissionais que já fazem parte da empresa, é possível listar as competências desejadas inicialmente para os próximos processos seletivos. A partir disso, faça o descritivo da vaga.

Essa lista das características deve, sempre que possível, ser atualizada. Isso porque, provavelmente, alguma habilidade necessita ser incluída. Com relação às características esperadas pela organização, você poderá mapear alguns comportamentos que estejam em consonância com as expectativas da empresa.

No caso do gerente de vendas, por exemplo, algumas competências esperadas podem ser:

  • boa comunicação;
  • organização;
  • raciocínio lógico;
  • habilidade de negociação;
  • liderança.

Alguns profissionais de RH fazem uso de questionários, solicitando que os funcionários listem as competências indispensáveis para suas funções. Essa situação pode causar certa ansiedade para os colaboradores e, por isso, é importante explicar bem a finalidade do questionário.

Classifique competências

Existem diversas metodologias que classificam as competências e todas elas trazem abordagens diferentes. Para facilitar o seu entendimento, listamos as competências mais valorizadas nas organizações, hoje em dia, e que podem auxiliar você no mapeamento de competência da sua empresa:

  • autoconhecimento;
  • pensamento estratégico;
  • orientação a resultados;
  • comunicação efetiva;
  • inovação e mudança;
  • comprometimento e inspiração;
  • capacidade de aprendizagem;
  • integridade e credibilidade;
  • promoção de equipes de alto desempenho;
  • orientação ao cliente.

De acordo com o perfil da sua organização e o cargo em questão, você pode criar uma régua para essas competências e nivelá-las para cima ou para baixo, de forma que melhor se adeque às necessidades da empresa.

Mensure os resultados

Após utilizar o CHA para determinar a competência dos colaboradores, observar os profissionais, classificar as competências e relacionar as características, é hora de aplicar e mensurar os resultados.

Você pode contar com a ajuda dos gestores das áreas para fazer isso e manter a discussão acerca das competências levantadas para cada cargo, buscando opiniões que possam melhorar o descritivo da função. Assim, o mapeamento das competências pode ser modificado para acompanhar as novas exigências da organização e também conferir mais competitividade para a companhia, com perfis mais alinhados às exigências do mercado.

Se você gostou deste post sobre o que é mapeamento de competências, confira também nosso texto sobre o futuro do recrutamento e seleção e o que pode mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *