Quais são as características da geração Y no mercado de trabalho?

As características da geração Y têm sido objeto de vários estudos. Segundo uma pesquisa apresentada no IX Congresso Virtual Brasileiro de Administração, o comportamento diferenciado desse grupo de pessoas tem aumentado o nível de rotatividade nas empresas.

Conhecidos também como millennials, os profissionais nascidos na década de 80 até meados dos anos 90 apresentam novos desafios para as empresas. Elas precisam gerenciar conflitos e lidar com os anseios e atitudes irreverentes dessa geração que está inserida no mercado de trabalho.

Neste artigo, vamos comentar sobre as principais características comportamentais da geração Y e sugerir algumas ações para engajá-la e motivá-la, como parte integrante das estratégias competitivas das empresas. Continue a leitura e saiba mais!

Quais as características da geração Y?

Os millennials são considerados mais individualistas e independentes. A principal característica que os diferencia de outras gerações é uma grande habilidade com as ferramentas tecnológicas, o que os tornam excelentes profissionais para a área de tecnologia da informação.

Outros aspectos que os diferencia das outras gerações é que eles gostam de expor as próprias opiniões e procuram obter equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Também são criativos, irreverentes, inovadores, pragmáticos e costumam compartilhar experiências e informações.

Por outro lado, são ansiosos, imediatistas e têm dificuldade em lidar com adversidades. Devido a essas características, não é raro observar profissionais dessa geração desmotivados por considerarem as empresas inflexíveis ou inadequadas para os seus padrões comportamentais.

Nesse sentido, considerando os aspectos mencionados, o grande desafio das empresas é manter esse capital intelectual engajado e motivado.

Como estimular o engajamento e a performance dessa geração?

Para estimular os colaboradores da geração Y, visando o engajamento e o bom desempenho, algumas ações podem ser colocadas em prática no ambiente de trabalho. Veja, a seguir, o que as empresas podem incluir em seu planejamento estratégico para atrair e reter esses talentos.

Visão e responsabilidade social

Oferecer um bom salário não é suficiente para motivar os profissionais da geração Y — eles necessitam ter um propósito. Dessa forma, a empresa deve apresentar, além das políticas estabelecidas, as práticas implementadas. Uma maneira de fortalecer esse aspecto é fazer uma pesquisa com esses profissionais e montar projetos com os quais eles possam se envolver e contribuir de alguma forma.

Flexibilização do horário de trabalho

O trabalho em horários flexíveis ou home office representa um grande atrativo para esses profissionais. Para tanto, as empresas podem adotar sistemas de gestão de presença, por meio de móbile, navegador de internet, entre outros recursos.

Desenvolvimento comportamental e técnico

Ações que possibilitem o desenvolvimento de competências comportamentais e técnicas apresentam maior poder de engajamento e motivação. Dessa forma, proporcionar treinamentos e coaching, além de capacitar para um bom desempenho das funções, mantém os colaboradores satisfeitos.

Feedbacks

A geração Y gosta de obter retornos sobre o seu trabalho, sejam positivos ou negativos. Nesse sentido, é sempre bom manter uma comunicação aberta com ela. O feedback estimula o aperfeiçoamento, contribui para o aumento da produtividade e proporciona um bom clima organizacional.

Transparência nas relações de trabalho

Os millennials preferem ambientes de trabalho que proporcionem uma relação transparente com os colaboradores. Exemplo disso é a empresa permitir o acesso ao espelho do ponto para controle do saldo de horas. Isso gera credibilidade e um sentimento de confiança.

Outro aspecto a ser considerado é a empresa apresentar as estratégias de recursos humanos a todos. Assim, as políticas de remuneração, promoção, planos de cargos e salários, quando divulgadas com transparência, são uma excelente forma de aumentar o engajamento da geração Y.

Como vimos, as características da geração Y apresentam diferenciais que devem ser considerados por empresas que desejam manter a competitividade com base no capital intelectual. Para tanto, é imprescindível adotar ações com foco na redução do turnover e na retenção de talentos, como as que sugerimos neste artigo.

Sua empresa já adota alguma ação visando a motivação e engajamento dos profissionais da geração Y? Deixe um comentário para compartilhar a sua experiência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *